SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cores fortes, estética oriental e dourado, tendências em 2017 para decoração!




Amei!

"ESQUEÇA O JULGAMENTO, A VIDA DEVE SER JURAMENTO" por THIANA FURTADO





“Empresta-me teus olhos, quero conhecer teu mundo”.

Certa vez em uma festa junina, em minha meninice, recebi um bilhete que continha estas preciosas palavras. Aquilo em um primeiro momento, soou-me como elogio, em pré-análise infantil condizente com minha pouca idade vivenciada.

Eram meus tenros 12 anos, idade da pré-adolescência, onde dei o inesquecível primeiro beijo. Inesquecível porque foi péssimo, porém jamais me olvidarei dele.

Mas essa frase, hoje analisada por mim, com idade mais avançada, e com a maturidade entrando em casa sem pedir-me licencia prévia, tornou-se perceptível pois esta frase é bastante significativa.

Se analisarmos bem, perceberemos que ao pedirmos emprestado os olhos de alguém, estamos querendo simplesmente irmos fundo na alma do outro. Estaremos desejosos por conhecer o que, vai muito além das aparências, tendo por característica, os belos pares de olhos, onde o verdadeiro sentido se esconderia por trás deles, fundamentando-se como consequência, sobre o que nos vai do lado de dentro.

Encaro aquele momento pretérito, como um elogio à minha pessoa, mesmo que naqueles instantes, quem tenha me enviado o bilhete tivesse apenas a intenção de me galantear, diferente do que hoje estou fazendo, indo a fundo na intencionalidade dessa frase,que a meu ver é tão profunda e significativa.

Sabemos que, ao olharmos profundamente para alguém, estaremos atentos ao que diz respeito a algo que demonstre aquele algo a mais, do que meramente o encarte exterior que uma pessoa apresente. Olhar bem fundo nos olhos do outro, incumbe-nos olharmos para o que vai por dentro de uma alma. Conhecermos alguém “de perto”, é olharmos para esse alguém sem julgamentos, se formos dotados de boa índole.

Sim, muitos de nós costumamos julgar as pessoas, pelas coisas que estas apresentem ao mundo externo, notamos se ela é baixa, se ela é alta, se ela é bonita, se ela é feia, e, muitas vezes, cometemos o equívoco de julgá-la única e exclusivamente pela aparência que ostente, o que, muitas vezes não corresponderia ao caráter que essa pessoa poderia possuir em suas raízes mais íntimas.

Mas, por que julgamos?

Julgamos não só por fraqueza moral, mas porque fomos condicionados a isso. Porque simplesmente a sociedade que nos rodeia é bélica e competitiva, porque precisamos julgar alguém na tentativa de nos sentirmos superiores a fulano ou a beltrano, e isso muitas vezes é um tremendo tiro pela culatra. Não podemos julgar as pessoas pela aparência, e mesmo que julguemos alguém por suas devidas falhas, por possíveis deslizes cometidos, não podemos esquecer que somos humanos e que possivelmente nós, no passado, também fomos dignos do julgamento alheio.

Pois, como disse o músico e compositor Renato Russo:

“Quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa a esconder.”

Então, pra que todo esse julgamento, fundamentado na incapacidade de sermos bondosos e generosos? Será que seria sonhar demais, prezar por um mundo onde exista igualdade e harmonia entre as pessoas? Você sente-se melhor do que o seu companheiro de jornada? Se não, então por que julgá-lo?

Saiba que, somos dotados de capacidades inatas e a capacidade de olharmos sem vendas, de termos um olhar puro e desvinculado de emoções cabisbaixas nos fará tirarmos um peso enorme de dentro de nós. O que se esconde por trás de julgamentos, pode ser a própria projeção de nossa sombra refletida no universo que perfaz o outro.

Ou seja, estamos tentando encobrir do mundo externo e de nós próprios, falhas oriundas de traumas possivelmente infantis. Façamos uma autoanálise neste instante e notemos com atenção às nossas condutas. Nossos direcionamentos podem dizer muito mais sobre nós, do que de repente sobre o seu companheiro que reside ao lado. Cuidemos de nosso jardim, podemos as nossas arestas, para que nenhuma sombra refletida de nosso lado sombrio, recaia no erro de julgar o seu semelhante.

Pois: “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.” Nelson Mandela



Julgamentos são projeções, conscientizemo-nos disso. Depois de reconhecermos em nós os possíveis vilões da história, estaremos mais límpidos e prontos para olharmos para o outro sem máscaras. Máscaras estas que teimam em esconder a verdade.

A grande verdade é que todos nós, somos passíveis de erros, e que, estaremos e devemos sempre estar prontos para reconhecer nossas falhas e que nossos equívocos devem conter em si, o dom divino da transformação. Se cada um cuidar de si, estaremos aptos a convivermos pacificamente em sociedade e em conjunto, estaremos prontos a embarcarmos e convivermos em um mundo melhor, onde o que deve ser permitido deve ser, termos um olhar generoso com os colegas dos embates dessa vida, permitindo-os auxiliá-los com a projeção de nosso equilíbrio interior, que refletirá sabiamente em possíveis mudanças, como quando nos crucificávamos com veemência, por simplesmente estarmos cegos e inaptos de enxergar, onde não víamos somente o outro, onde possivelmente enxergávamos nele o nosso lado mais obscuro, confundindo a realidade apresentada.

Não poderemos jamais sermos agentes transmutadores e revolucionários se não adentrarmos em nosso universo e modificarmos em nós o que tentamos modificar no vizinho. É imprescindível que façamos as nossas partes, partes estas que cabem somente a nós modificá-las e transformá-las. Somos os agentes de mudança de nós próprios.

Reflitamos para que possamos transformar um emaranhado de informações que estão ao nosso entorno, mas principalmente sobre os equívocos que residem dentro de nós. Avancemos e progridamos sempre e constantemente.

Estamos aqui para evoluirmos o mundo e as coisas, transformando o escuro em claro, sombras em luz, e erros em translúcidas verdades, que servirão como barco a abrigar viajantes dispostos a embarcar no universo fecundo de constantes e eficazes transformações.



© obvious: http://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/2017/esqueca-o-julgamento-a-vida-deve-ser-juramento-1.html#ixzz4XO23ivAe

Carpe diem!



Acordo!




Proibida!



Liberdade!




Essência!



segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

"Um cheiro da paz risonha do encontro que é bom."


❝Fazia florescer pés de sol no tempo encantado em que estávamos juntos. 
Dispensava nomes e entendimentos. 
Havia algo que tinha um cheiro inconfundível de alegria. 
De vida abraçada. 
De chuva quando beija a aridez. 
De lua quando é cheia e o céu diz estrelas. 
Um cheiro da paz risonha do encontro que é bom."

Ana Jácomo

Ana Jácomo em Prece para quem se ama.






Desejo que tudo o que mais lhe importa floresça. Lindo. Rindo. Desejo que, mais vezes, além de molhar só os pés, você possa entrar na praia da poesia da vida com o coração inteiro e brincar com a ideia que cada onda diz. 


Que, ao experimentar um caixote ou outro, não se arrependa por ter entrado na água, nem desista de brincar. Todo mundo experimenta um caixote ou outro, às vezes um monte deles, quando se arrisca a viver. O outro jeito é estar morto. O outro jeito é não sentir.

Ana Jácomo em Prece para quem se ama.

Pensamento do dia:aceitaremos somente o bem de Deus, ou confiaremos Nele?


Saiu, pois, Satanás da presença do Senhor e afligiu Jó com feridas terríveis, 
da sola dos pés ao alto da cabeça.
Então Jó apanhou um caco de louça com o qual se raspava, sentado entre as cinzas.
Então sua mulher lhe disse: 
"Você ainda mantém a sua integridade? 
Amaldiçoe a Deus, e morra! "
Ele respondeu: "Você fala como uma insensata. Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal? " Em tudo isso Jó não pecou com os lábios.
Jó 2:7-10

domingo, 29 de janeiro de 2017

Condomínio eco terá três florestas verticais com 100 metros de altura

A arquitetura e a ecologia estão cada vez mais unidas. Depois de anunciar a construção de um prédio com mais de 23 mil árvores em sua extensão, o escritório Vincent Callebaut Architectures divulga mais um de seus projetos futuristas, que contemplam a natureza para auxiliar na saúde do ecossistema da Terra. Intitulado Tour & Taxis, o complexo arquitetônico irá revitalizar um parque industrial de 1907 em Bruxelas, na Bélgica, transformando-o em um condomínio eco-friendly, com três torres residenciais de 100 metros de altura cobertas por jardins verticais, e restaurantes, áreas de relaxamento e salas comerciais também vislumbradas pela natureza.


Situado na zona noroeste da capital belga, o complexo manterá a estrutura da antiga construção, apenas mudando os materiais usados. O que antes servia como sustentação industrial, dará lugar para vigas de madeira sólida e laminada, reduzindo a presença de carbono no ar




A parte residencial cobrirá uma área de 85 mil m², na qual os residentes poderão aproveitar o melhor da natureza e da tecnologia para o seu conforto e saúde. Outros 40 mil m² serão destinados à espaços de coworking, lazer e descontração, com restaurantes, bares e lojas. Além, claro, de microestruturas com jardins internos, trazendo a natureza sempre para perto dos frequentadores do local.

A biodiversidade presente em Bruxelas será contemplada em todos os âmbitos, confirmando a união entre os benefícios dos ambientes rural e urbano em um só espaço.


Fonte: Casa Vogue

Projeto do Kickstarter o qual você insere no cabo da guitarra e há luzes em LED que ensinam a tocar


Trata-se de um projeto do Kickstarter o qual você insere no cabo da guitarra e há luzes em LED que brilham coordenadamente para te ensinar onde colocar o dedo.

O sistema todo custa US$ 200 e pode ser controlado por celular, via Android ou iOS. Já foi financiado no Kickstarter, portanto, começará a ser vendido em breve.

Veja o vídeo para saber como funciona.
Fret Zepplin

ARTISTA DINAMARQUÊS CRIA DESENHOS ESPIRITUOSOS E ENGRAÇADOS




O artista dinamarquês HuskMitNavn, de Copenhague, cria desenhos espirituosos e hilários usando muita criatividade.

Ele usa personagens caricatos em situações de perigo, ações, esportes ou constrangedoras, de acordo com o formato da folha de papel onde eles estão desenhados.

Mais das artes dele você encontra no Tumblr do artista.
Desenhos espirituosos de HuskMitNavn










SÓ DAMOS AQUILO QUE TEMOS DE MELHOR




SÓ DAMOS AQUILO QUE TEMOS DE MELHOR

Um rico resolve presentear um pobre por seu aniversário e ironicamente manda preparar uma bandeja cheia de lixo e sujeiras.

Na presença de todos, manda entregar o presente, e é recebido com alegria pelo aniversariante, que gentilmente agradece e pede-lhe que aguarde um instante, pois gostaria de poder retribuir a gentileza.

Joga fora o lixo, lava e desinfecta a bandeja, enche-a de flores, e devolve-a com um cartão, onde estava a frase:

"SÓ DAMOS AQUILO QUE TEMOS DE MELHOR..."

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...