SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Preciosidade por Sylvio do Amaral Schreiner





Quando se pensa no que é perder a vida vem à cabeça a questão da morte, mas não é bem assim.             
O problema é que a morte é sempre fonte de muito temor e as pessoas, de forma geral, não lidam bem com ela, como se morrer fosse algo não natural e cheio de tragédia. A natureza nos ensina que a morte é um fato e de que tudo que vive passará por ela. Existe, entretanto, algo que realmente traz perda para a vida e essa perda sim é lamentável e triste. Perda de tempo.
Perde-se muito tempo com coisas sem importância. Há pessoas que dão tanto valor às coisas insignificantes e que no fundo não têm nenhuma serventia e com esse ato perdem um tempo precioso. As questões que mais desperdiçam a vida das pessoas são pequenas e ligadas ao narcisismo. Há demasiada preocupação com o poder e com a própria auto-importância que são muitos que se esquecem de viver realmente.
A grande verdade é que o tempo de vida é curto, o que torna vital aproveitar esse tempo da melhor maneira possível e deixar de lado insignificâncias. É bastante frequente desejarmos errado, ou seja, desejamos coisas que na realidade não precisamos e com isso abrimos mão de desejar aquilo que pode nos trazer algo e enriquecer o sentido da vida. Valorizamos uma vida aparente de sucesso e nos esquecemos de construir um caráter e um mundo melhor para os outros e para nós mesmos. O egoísmo impede uma melhor apreciação da vida.


A morte não devia nos assustar já que é parte do mundo natural e é o destino de todos nós, queiramos ou não. O que devia, sim, nos assustar é a perda de vida que muitas vezes empreendemos. Passar pela jornada que é a vida sem procurar por sentidos e significados é desperdiçar uma viagem e uma oportunidade. Não é o aparente sucesso que deixa alguém bem, mas é conseguir definir sobre o que realmente prezamos e também cultivar nossos valores. O filósofo Epicuro (300 a.C.) dizia: 
Quem diz que ainda não está na hora de se dedicar à vida, ou que esta já passou, está afirmando que não chegou ou já passou a hora de ser feliz. Realmente, a pior perda que pode existir é a perda de tempo em se viver a vida.

Sylvio do Amaral Schreiner

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...