SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

quarta-feira, 12 de março de 2014

A (VERDADEIRA) HISTÓRIA DA ARTE


E se muitas obras famosas tivessem um "contexto alternativo" de criação? E se o momento que é retratado fosse apenas uma virgula num texto maior? Foi desta premissa que Sylvain Coissard e Alexis Lemoine partiram para nos dar uma visão simples e divertida de como se chegou a algumas das grandes obras da pintura.
As pinturas podem ser muita coisa... por vezes são apenas a constatação de uma qualquer realidade, outras vezes o reflexo do espírito do artista. Cada obra possui o cunho pessoal do seu criador, muitas das vezes as obras são apenas os momentos mais significativos de uma série de acontecimentos. Auguste Renoir-O Almoço dos Remadores Quem nunca olhou para uma obra e ficou com a sensação de não estar a ver a "imagem toda", isto era o que por vezes acontecia a Sylvain Coissard e Alexis Lemoine, que procuraram, de uma forma divertida adicionar um "contexto" a muitas obras famosas. O livro "A (verdadeira) história da arte" possui algumas explicações "alternativas" e vistas com humor, de obras que nos acompanham diariamente.

Veja algumas de seguida:

 
René Magritte-O filho do homem

 
Edvard Munch-O grito

 
Francisco de Goya-A Maja(Maya) vestida e A Maja(Maya) Nua

 
Grant Wood- American Gothic

 
Konstantin Makovski - O Chá

 
Victor Vasnetsov - Alyonushka

Sergei Novosadzhuk - Gatos

Ilya Repin-Ivan, o Terrível, e seu filho

Ivan Aïvazovski-O arco-íris

Repine - Os barqueiro no Volga

Fyodor Pavlovich Reshetnikov - Opyat Dvoika

Paul Delaroche-Napoleão Bonaparte abdica em Fontainebleau

Rembrandt - A ressurreição de Lázaro

Gustave Courbet-O homem desesperado

Jean Fouquet-A Virgem de Melun ou Virgem com o Menino

Marc Chagall-La Promenade

Vincent Van Gogh-O quarto




Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...