SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

HOJE! SÓ POR HOJE!











Formatos de Rosto

ROSTO OVAL
O rosto oval tem mais ou menos mesma distância da linha do cabelo até a linha da sobrancelha, da linha da sobrancelha até ponta do nariz e da ponta do nariz até o queixo.
Podemos concluir através dessas medidas que um rosto oval pode ser dividido em 3 partes praticamente igual. Portanto é muito fácil encontrar coisas que combinem com este formato. O importante nesse caso é usar tudo contanto que tudo seja no tamanho proporcional ao tamanho do rosto.

ROSTO LONGO
O rosto longo tem mais ou menos mesma medida da largura da testa, da largura do maxilar superior e do maxilar inferior, mas o comprimento do rosto longo é bem maior que a sua largura.


ROSTO QUADRADO
O rosto quadrado tem a largura da testa, do maxilar superior e do maxilar inferior quase iguais.
O comprimento e a largura de um rosto quadrado são quase da mesma medida.

ROSTO RETANGULAR
O rosto retangular seria como um rosto triangular só que bem mais longo. Tem a testa já que seu comprimento é bem maior que a largura, como o rosto longo.
Minhas dicas de óculos e acessórios para um rosto retangular são as mesmas para quem possui o rosto longo.

ROSTO REDONDO
O rosto redondo tem foma de lua cheia, o queixo é curto, largo e arredondado.
Seu comprimento e sua largura são quase da mesma medida.


Bom dia!






Pensamento para o dia


"O Senhor é aquele que vai diante de mim, Ele será comigo, não me deixará, nem me desamparará, não temo sigo adiante!"
(Josué 1)

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Por isso não devemos nos identificar demasiadamente com nossos problemas.



 Eles existem e isto é um fato, mas não quer dizer que devemos nos apegar a eles. Somos muitos maiores que nossos problemas e devemos ter isso sempre em mente.
Não acreditar nisso é a mesma coisa que dar mais forças para os problemas e se enfraquecer. Tudo na vida passa e se soubermos como tirar aprendizagens das experiências, mesmos as ruins, a gente se enriquece cada vez mais e expande os horizontes internos.
Sylvio do Amaral Schreiner

Vamos sair da rotina?






Não confundas o amor...


...Não confundas o amor com o delírio da posse, que acarreta os piores sofrimentos. Porque, contrariamente à opinião comum, o amor não faz sofrer. O instinto de propriedade, que é o contrário do amor, esse é que faz sofrer. (…) Eu sei assim reconhecer aquele que ama verdadeiramente: é que ele não pode ser prejudicado. O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.

ARTE CAPTADA – Ricardo Franco





ARTE CAPTADA

A Exposição Arte Captada é uma realização do artista plástico Ricardo Franco, que reúne peças que traduzem o seu olhar do cotidiano. As obras expostas são criações que seguem a linha da arte contemporânea, tendo como base a fotografia, outra arte que Ricardo se dedica. A exposição mostra uma série de obras que são resultado da evolução técnica e artística de Ricardo Franco.

São 12 telas que envolvem e encantam pelo contraste, jogo de cores e por sua origem ser tão real. Tendo a fotografia como essência de todas as pinturas dessa série, a verdade no sentimento de cada quadro é mais forte. As telas fazem você viajar a diferentes lugares, diferentes realidades e, cada vez mais, entender o que levou Ricardo a registrar a sua expectativa sobre aquela visão.

Durante os anos que ficou distante da pintura, Ricardo estudou,aperfeiçoou sua arte e entrou numa fase sublime de criações. “Arte Captada” surgiu nesse momento. Com conceito formado sobre a série de obras, era o momento de realizar uma exposição individual. “A reponsabilidade de uma exposição individual deve ser encarada no momento certo. Esse é o momento certo pra mim”, afirma Ricardo.

Nascido em Salvador, em 11 de dezembro de 1974, estudou Artes Plásticas na Universidade Católica, mas o destino e o talento o para comunicação o direcionaram para a publicidade, fazendo com que Ricardo Franco montasse a sua agência aos 22 anos.

Em 2009, como diretor de criação e com sua agência consolidada,Ricardo voltou a namorar as artes plásticas, estudando e aperfeiçoando a sua técnica. Assim nasceu “Esperança”, obra que marca a sua volta. A resposta foi rápida, o reconhecimento também. Ricardo foi muito bem recebido pelos artistas contemporâneos e deles conquistou bastante admiração e respeito. Entre eles estão Leonel Mattos, Antônio Rebouças e Almandrade. “Ricardo Franco, conhecedor tanto das técnicas da pintura como dos recursos fotográficos, parece que brinca com esses recursos e nos brinda com resultados surpreendentes.” Assim,Eduardo Evangelista, crítico da Associação Brasileira de Críticos de Arte, de ne o trabalho de Ricardo.

Motivado com todo esse reconhecimento, Ricardo não parou mais e vem, ao longo desse curto período, construindo um acervo composto por quadros, esculturas e partindo para obras de arte conceituais, com destaque para as obras “Reflexo”, “Revolta”, “Arapuca” e “Caminho”.

O sucesso do seu trabalho, encabeçado pela obra “Esperança”, o levou a receber a Medalha Jean Baptiste Debret pela OAB e o Troféu de Artista de Destaque de 2011 da cidade de Niteroi-RJ. Participou de diversas exposições, entre elas estão o 2º Salão de Artes Plásticas do Saber Cultural (RJ); Exposição 6 Novos Artistas (BA), Exposição 11+22+44 – Uma Homenagem a Raul Seixas; XI Salão de Artes Plásticas da Escola Superior de Guerra (BA); 59º Salão de Artes Plásticas do Clube Militar (RJ); Exposição 40X40 (BA); Exposição Arte Efêmera (BA);Exposição Arte Comestível (BA); Exposição Fim de Ano SINAPEV (BA);Exposição Solidária Reginaldo “Holyfield” (BA).Seus quadros atravessaram o oceano e zeram os olhos dos europeus brilharem no Carrousel Du Louvre, em Barcelona, e no SalãoInternacional de Arte Contemporânea dos Países da América Latina, na Espanha. Esse mesmo salão se interessou em agenciar na Europa o trabalho artístico de Ricardo, que voltou premiado por unanimidade na categoria “Melhor Tema”.Ricardo é um artista que busca no cotidiano suas inspirações. Sua obra revela, envolve e transparece a sua sensibilidade incomum de traduzir o sentimento que existe no real e natural.Portifólio – Ricardo Franco-http://issuu.com/ricardofranco/docs/portifolio_artistico 

A VERSATILIDADE MUSICAL DA BANDA CAKE


Graças a uma sincronização matemática de estilos musicais, a banda Cake mostra uma rara combinação sonora, ao mesmo tempo técnica, agradável e atemporal. Ninguém fica indiferente ao trabalho do Cake, seja pelo espetáculo quase sinfônico que seus músicos executam ou pelas letras que questionam ironicamente o modo de viver da sociedade atual.
alternativo, cake, pop, rock
© Cake. Foto de: Shawn Jean Thomas Wolf.
Nos últimos anos, a maneira parcial e indiferente de a indústria fonográfica avaliar talentos e conduzir o mercado foi substituída pela força criativa da música independente, que alavancou, sobretudo, graças à internet. Esta descentralização de poder resultou numa safra de grupos e técnicas completas, e de grande capacidade artística. Entre elas se destaca Cake, que é capaz de transitar pelos estilos mais improváveis e criar uma fórmula sonora única.
Formado em 1991, o quinteto de Sacramento conta com a engenhosidade de seus músicos, surpreendendo a cada novo trabalho. O inconfundível vocal de John McCrea recita histórias recheadas com um humor sutil sob um pano de fundo crítico ou reflexivo, acompanhadas por melodias excepcionais. O sempre eficiente trompete e teclados de Vince Di Fiore, a guitarra criativa de Xan McCurdy, o baixo hipnótico de Gabriel Nelson e a bateria impecável de Paulo Baldi parecem onipotentes, por tocarem com a mesma facilidade rock, folk, e até tangos.
Embora classificado como rock alternativo, é difícil rotular o estilo e influências do Cake. Cada uma de suas canções é um universo particular, que percorre caminhos sonoros diferentes permeados por interligações primorosas entre arranjos vocais e instrumentais. Assim, quase todas as músicas do arsenal artístico da banda mostram igual competência em cativar os ouvintes, seja o divertido hit pop Never There, o elegante bolero Frank Sinatra, o rock de guitarras explosivas The Distance ou o folk jazzístico Italian Leather Sofa. Seus covers notáveis merecem igual destaque, como I Will Survive de Gloria Gainors e War Pigs de Ozzy Osbourne.
alternativo, cake, pop, rock
© Cake. Foto de: Shawn Jean Thomas Wolf.
Por ser independente, o quinteto não precisa se adequar a prazos e pressões de gravadoras, o que resulta num trabalho construído pacientemente, arquitetado para que alcance a satisfação coletiva. Seu mais recente álbum, Showroom of Compassion, de 2011, foi o primeiro de inéditos em sete anos, e seu resultado apenas comprova a polivalência da banda, que vai do pop eletrônico de Long Time ao country saudosista de Bound Away.
O grupo também tem particularidades interessantes, como o visual minimalista e similar da capa de seus discos, o uso habilidoso de instrumentos incomuns, como o vibraslap, e uma filosofia engajada que reflete diretamente em seu trabalho. Durante as impecáveis performances ao vivo dos músicos, McCrea não só interage com a plateia, mas levanta questões de grande importância social, com discursos envoltos em críticas e num perspicaz sarcasmo. Um show da banda consegue equilibrar virtuosidade melódica, precisão harmônica no vocal e nas segundas vozes e um sagaz idealismo.
Cake é uma das poucas bandas com o privilégio de reinar em um território sonoro exclusivo, graças à identidade singular e característica que emprega em qualquer melodia e estilo que toca. Sua longevidade na cena alternativa e comercial está garantida. E independentemente de planos futuros, o quinteto já está consolidado como um dos casos de múltipla personalidade musical mais bem sucedidos da história.
alternativo, cake, pop, rock
© Cake. Foto de: Shawn Jean Thomas Wolf.


Leia mais: http://obviousmag.org/archives/2012/01/a_versatilidade_musical_da_banda_cake.html#ixzz1kxaTrB1k

PENSE...




"Pense não apenas em ser bom,
mas em deixar atrás de você um
mundo melhor"
Bertold Brecht

Pensamento para o dia


domingo, 29 de janeiro de 2012

Mario Quintana


"Sentir primeiro, pensar depois
Perdoar primeiro, julgar depois
Amar primeiro, educar depois
Esquecer primeiro, aprender depois
Libertar primeiro, ensinar depois
Alimentar primeiro, cantar depois
Possuir primeiro, contemplar depois
Agir primeiro, julgar depois
Navegar primeiro, aportar depois
Viver primeiro, morrer depois."

 (Mario Quintana)

SENSACIONAL! JÁ TEMOS A MAIS NOVA CAMPEÃ DO DESAFIO TRIBARTE XLIX, E O SEU NOME É JENIFER!


PARABÉNS COM LOUVOR!
VOCÊ ACERTOU JENIFER!
QUEM FEZ A OBRA FOI...

...SUELI DABUS



Biografia 
Sueli Dabus nasceu em Mirandópolis. Formada em Educação Artística pela Unesp de Bauru e sempre procurou trabalhar com a parte plástica das artes. A artista busca um aprendizado continuo inovando sempre com técnicas modernas.
Apesar ter um trabalho focado em telas trabalhando principalmente com óleo e acrílica e artista também faz esculturas que seguem a mesma linha figurativa contemporânea de suas telas.
Cada novo trabalho da artista é uma busca de aperfeiçoamento técnico. Seus temas (flores, frutas, cavalos, paisagens ente outros) são inspirados pelo campo, pela convivência da artista com as pessoas do interior e com a natureza. Suas cores vibrantes fascinam o observador. A própria artista explica que seu trabalho é figurativo porque sempre parte de um desenho, ainda segundo ela porque vem de uma escola acadêmica mas com influencias de um mundo contemporâneo. Segundo Oscar D'Ambrosio "Sueli Dabus busca, em sua jornada pictórica, tornar a sua pincelada uma individualidade."
Há mais de três décadas dedicado-se as artes Sueli realizou inúmeras exposições nacionais e internacionais, individuais e coletivas, sendo premiada em três bienais na Itália em 2005, 2006 e 2008.
Com talento e originalidade Sueli Dabus exprime inquietação e realiza descobertas. Constrói uma obra estruturada e equilibrada que sensibiliza todos os sentidos. 

Obra 
Sensual 
1m X 1,20m 
Técnica mista
2006 

Formas sensuais compõem essa obra e por isso o título. A artista Sueli Dabus diz que trabalha rápido e todos os dias por isso levou mais ou menos uma semana para finalizar a obra. 
As cores vivas presente na obra são uma característica da artista que acredita que cor é vida. Sueli trabalha sempre em cima de uma composição e a partir dessa composição trabalha as cores.
Essa obra realizada em 2006 teve flores como composição, mas mais importante do que ver as flores é reparar na sensualidade das formas e cores expressas pela artista. 

Fontes Pesquisadas 
www.suelidabus.com.br
Catalogo Sueli Dabus edição 2009
Textos de Oscar D'Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil). 
Por Monalisa Miano, aluna da graduação em Educação Artística na UNESP de Bauru. 

SEGUE A MÚSICA DA CAMPEÃ:




Eba! Eba! Hoje tem desafio TRIBARTE XLIX! Quem fez esta obra?


LINDA! NÃO É?

Os cinco estágios da vida de um blogueiro


Estágio: 1
www.numclique.net

Você já lutou com todas as suas forças para mudar uma situação e se deparou com a triste realidade de que não tem capacidade para fazer nada?


” Você já lutou com todas as suas forças para mudar uma situação e se deparou com a triste realidade de que não tem capacidade para fazer nada?
Há momentos em nossa vida que não conseguimos nos mexer nem para direita  nem para a esquerda -permanecemos estagnados e o único movimento possível é erguer a cabeça, olhar para o céu e tentar enxergar o que Deus nos quer ensinar. Aqui somos ensinados de que podemos tudo, de que devemos esforçar-nos para conseguir sucesso e estabilidade; enfim, alcançar um padrão de vida decente diante do mundo que nos cerca. Mas você já percebeu que não é assim para todo mundo? Alguns lutam a vida interia e não conseguem sequer um teto decente para se abrigar, enquanto outros ganham sem esforço, por herança ou outros meios, bens que poderiam sustentar um país inteiro, entregando-se a desfrutar o luxo. Injustiça? Não creio que Deus seja injusto, mas creio que cada um de nós tem uma vida a ser vivida de acordo com o que Deus planejou para nós. No entanto, viver uma vida de aceitação e obediência não significa ficar de braços cruzados esperando que as coisas aconteçam, mas submeter-nos aquilo que Deus estabelece e que não conseguimos fugir, tratando de administrar as circubstâncias com sabedoria.
O próposito de Deus para essas situações muitas vezes não é nada óbvio para os nossos olhos, mas quem somos nós para querer  compreender Deus, que é soberano em tudo?
Apesar da convivência com o que não podemos mudar ser uma das provas mais difíceis a superar, podemos espelhar-nos em Jesus e imitar seus procedimentos. Ele foi obediente a Deus até a morte e ressuscitou para capacitar-nos a realizar a vontade de Deus também em nossa vida. Afinal, ninguém outro pode viver a nossa vida, e é uma luta sem propósito tentar viver a vida de outros. Muitas vezes aceitar as dificuldades da vida é a atitude que Deus espera de nós para começar a agir. “
Pão Diário
Rádio Trans Mundial

Pensamento do dia



sábado, 28 de janeiro de 2012

"Amor sem data"


 
"Sou lua, pela luz sonhada. 
Seresta muda, teclada. 
Borboleta neon do Oeste entrecortando a Via-Láctea. 
Pouso furta-cor, véspera de asas. 
Sou voadora de um amor sem data."

(Lídia Martins)

"Quem eu sou" - Sandy


A vida me mostrou
Que é pouco o que eu sei
Eu abro a porta
Pro que eu não perguntei
E assim eu vou

Procurando
Nos meus sonhos
Descobrindo quem
Realmente eu sou
Inventando um caminho
Libertando quem
Realmente eu sou

A vida é assim
Não vem com manual
E só perde quem não corre atrás
Quem não joga o jogo
Por ter medo de errar
Mas quem se sente pronto pra viver
Deixo o sol guiar o meu olhar
E assim eu vou

Procurando
Nos meus sonhos
Descobrindo quem
Realmente eu sou
Inventando um caminho
Libertando quem
Realmente eu sou

Quem realmente eu sou
E o meu caminho vai
Sem medo de chegar
Só vou olhar pra trás
Pra ver o sol se pôr

Procurando
Nos meus sonhos
Descobrindo quem
Realmente eu sou
Inventando um caminho
Libertando quem
Realmente eu sou

Procurando
Nos meus sonhos
Descobrindo quem
Realmente eu sou
Inventando um caminho
Libertando quem
Realmente eu sou

Quem realmente eu sou

Dança no metrô!


Cidadania através da dança!

Conheces Bora Bora e Maurício? Então vamos conhecer um pouquinho delas!

BORA BORA



Bora Bora é uma ilha do grupo das Ilhas de Sotavento do arquipélago de Sociedade na Polinésia Francesa, um território ultra-marino francês localizado no Oceano Pacífico. A ilha, situada a cerca de 230 quilômetros a noroeste de Papeete (Taiti), encontra-se rodeada por uma laguna delimitada por um recife de coral de onde sobressaem algumas pequenas ilhotas, os motus. No interior deste arco erguem-se dois picos, o Monte Pahia e o Monte Otemanu, este último com 727 m de altitude (o ponto mais alto da ilha), reminiscências de um vulcão entretanto extinto. O nome original da ilha em língua taitiana, Pora Pora, pode ser traduzido como Nascida em primeiro.



ILHAS MAURÍCIO





As Ilhas Maurício é um país do oceano Índico, constituído pelas Ilhas Mascarenhas orientais (ilha Maurícia e ilha Rodrigues) e por dois arquipélagos: as ilhas Cargados Carajos e Agalega.
O país tem cerca de 1,2 milhão de habitantes, sendo as mais populosas as cidades de Port Louis (148,780), Beau Bassin (108,685), Vacoas-Phoenix (105,602), Curepipe (82,904) e Quatre Bornes (79,857), segundo dados de 2005.
O inglês é uma das línguas oficiais e é particularmente cultivada pela população de origem indiana. A outra língua oficial é o francês. A língua de comunicação habitual é o Marisyen, uma língua crioula construída com 
base no francês. Muitos dos imigrantes indianos e chineses ainda falam as suas línguas de origem.


Frases de Mario Quintana


Frases de Mario Quintana 1 Frases de Mario Quintana
Tão bom morrer de amor e continuar vivendo.
O segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você.
Frases de Mario Quintana 2 226x400 Frases de Mario QuintanaA resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.
A arte de viver é simplesmente a arte de conviver … simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!
Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem.
Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça…
- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.
Frases de Mario Quintana 3 Frases de Mario QuintanaVale a pena viver – nem que seja para dizer que não vale a pena…
Não me ajeito com os padres, os críticos e os canudinhos de refresco: não há nada que substitua o sabor da comunicação direta.
Só se deve beber por gosto: beber por desgosto é uma cretinice.
Se eu amo o meu semelhante? Sim. Mas onde encontrar o meu semelhante?
Frases de Mario Quintana 4 Frases de Mario QuintanaNão tem porque interpretar um poema. O poema já é uma
interpretação.


Quando guri, eu tinha de me calar, à mesa: só as pessoas grandes falavam. Agora, depois de adulto, tenho de ficar calado para as crianças falarem.
Quem faz um poema abre uma janela.
Respira, tu que estás numa cela abafada,
esse ar que entra por ela.
Por isso é que os poemas têm ritmo
- para que possas profundamente respirar.
Quem faz um poema salva um afogado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...