SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

No dia do amigo, o TRIBARTE homenageia o grande amigo da MPB, Ronaldo Bastos - ARTE NA SERRA - PARTE III

Ronaldo Bastos nasceu em Niterói, um dos grandes compositores do Clube da Esquina, suas composições são cantadas por grandes nomes da MPB, mas em meu coração é o maior compositor brasileiro.

Iniciou sua carreira artística compondo em parceria com Milton Nascimento, a canção "Três Pontas", seguida por "Fé cega, faca amolada" e "Nada será como antes", dentre várias outras registradas em discos do parceiro.
Em 1973 sua composição "Cravo e canela" (com Milton Nascimento) foi registrada por Caetano Veloso no LP "Araçá azul".

"Cais" saiu pela Som Livre em 1989 e incluiu "Fé cega, faca amolada",  "Circo marimbondo", "Nada será como antes", todas com Milton Nascimento, "O trem azul" e "Sonho real", ambas com Lô Borges, "Amor de índio" e "A página do relâmpago elétrico", ambas com Beto Guedes, "Bons amigos" (c/ Toninho Horta) e "Todo azul do mar" (com Flávio Venturini), na interpretação de artistas como Caetano Veloso, Gal Costa, Tom Jobim, Milton Nascimento, Chico Buarque e Alceu Valença, entre outros.

Músicas que estão escritas em nossos corações e que registram a história da MPB.
Sou fã incondicional de Ronaldo Bastos, a trajetória de minha vida perpassa com as belas composições deste autor incansável, colocando amor em tudo o que faz.
Seguem algumas fotos históricas deste mito ao qual tive o prazer de conhecer.
Milton Nascimento, Márcio Borges, Ronaldo Bastos, 
Lô Borges e Toninho Horta 
 Na produção de TODO AZUL DO MAR - - CD Cais - Com Roupa Nova, Beto Guedes, Ronaldo Bastos e Milton Nascimento
Em homenagem a todos os amigos de Ronaldo Bastos, deixo a música  "O Sal da Terra".



Anda, quero te dizer nenhum segredo
Falo nesse chão da nossa casa
Vem que tá na hora de arrumar
Tempo, quero viver mais duzentos anos
Quero não ferir meu semelhante
Nem por isso quero me ferir
Vamos precisar de todo mundo
Pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
Vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado
E quem não é tolo pode ver
A paz da terra, amor, o pé na terra
A paz na terra, amor, o sal da terra
És o mais bonito dos planetas
Tão te maltratando por dinheiro
Tu que és a nave nossa irmã
Canta, leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com seus frutos
Tu que és do homem a maçã
Vamos precisar de todo mundo
Um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
É só repartir melhor o pão
Recriar o paraíso agora
Para merecer quem vem depois
Deixa nascer o amor, deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor, deixa viver o amor
O Sal da Terra, amor
(Ronaldo Bastos)



Fonte: Revista Brasileiros, Myspace,A música que vem de Minas.
Imagens: Google


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...